Asma e Bronquite:

 

Asma é uma doença muito comum, que afeta pelo menos 10% da população mundial. Pode ocorrer em qualquer idade, porém é muito comum que surja na infância.

Em muitos pacientes se associa a outras doenças alérgicas, como rinite e eczema (alergia de pele).

Os principais sintomas de asma são tosse, sibilos (chiado), aperto no peito e dispnéia (falta de ar).

O mecanismo que provoca a asma é uma inflamação na parede dos brônquios, que causa espessamento da parede, aumento da produção de secreção e contração dos músculos que envolvem os brônquios - como pode ser visto na figura ao lado.

Visto que a asma é provocada por uma inflamação nas vias aéreas, seu tratamento é feito com medicamentos que tratam essa inflamação. Geralmente são usados medicamentos inalados, que em doses muito baixas, vão direto nos pulmões e fazem efeito onde está o problema. O principal tipo de medicamento usado no tratamento da asma é corticóide inalado, que diferentemente dos corticóides por via oral e injetável,  não causam efeitos colaterias, pois são usados em doses baixíssimas e agem quase que exclusivamente nos pulmões. 

Também são usados remédios que relaxam os musculos que envolvem os brônquios, os chamados broncodilatadores, que podem ser usados para alívio dos sintomas ou em associação aos corticóides inalados, para controle da doença.

Além do tratamento medicamentoso, também são importantes medidas para reduzir a exposição a substâncias que pioram as alergias, como poeira doméstica, mofo, pólen e pelos de animais. Os pacientes asmáticos, depois de controlados, também são estimulados a praticarem exercícios físicos.

Existem doenças que podem piorar o controle da asma, quando não são tratadas concomitantemente: rinite alérgica e doença do refluxo gástrico. Certos medicamentos , como antiinflamatórios (diclofenaco e AAS, por exemplo) e alguns remédios para pressão alta  (propranolol, atenolol), também podem piorar o controle da doença.

 

Asma é uma doença muito comum, que pode ser grave, porém há tratamentos altamente eficazes e que permitem aos pacientes levarem vidas normais, tanto no trabalho quanto no lazer.